Consórcio de Imóveis 18 abr / 2017

Consórcio: exemplo de economia colaborativa

Consórcio: exemplo de economia colaborativa - Ademilar

Indicado como opção de investimento seguro, o consórcio de imóveis está entre os segmentos que conseguiram se manter estáveis no período de recessão econômica pela qual o país passou no ano passado – e que persiste em alguns setores em 2017. Dados da ABAC (Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios) revelam que no segmento imobiliário foram comercializados R$ 26,72 bilhões em 2016 e já houve crescimento de 29,4% no volume de crédito comercializado no primeiro bimestre de 2017, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Analistas do mercado acreditam que as características desta modalidade foram fundamentais para o desempenho positivo. O consórcio é um exemplo da chamada economia colaborativa, que reúne pessoas com necessidades similares para comprar um bem de maneira mais acessível. Ao adquirir uma cota, os consorciados contribuem mensalmente com uma parcela, que forma o fundo comum do grupo. Esse recurso é utilizado para contemplar um ou mais participantes a cada mês.

O consorciado David de Jesus aprova os benefícios da modalidade. Diretor de operações portuárias em Paranaguá (PR), ele adquiriu duas cotas de consórcio na Ademilar e, ao ser contemplado, comprou uma casa para alugar. Com a renda da locação, o plano é adquirir outra cota para ampliar o patrimônio da família: “Meu objetivo é investir o dinheiro de maneira eficiente, e imóveis sempre foram a melhor opção para isso. Dessa forma, tenho uma aposentadoria tranquila e minha família, uma fonte segura de renda”, explica.

Na opinião de Tatiana Schuchovsky Reichmann, diretora-superintendente da Ademilar Consórcio de Investimento Imobiliário, as vantagens deste tipo de modalidade são muitas: “No consórcio, o participante é beneficiado pelo montante reunido pelo grupo e, com isso, além de não pagar juros, como em outros modelos de negócio, pode negociar a compra de um imóvel à vista com a carta de crédito em mãos”, resume.

Para o presidente executivo da ABAC, Paulo Roberto Rossi, o consumidor está cada vez mais ciente da necessidade de planejamento financeiro para driblar a crise. “Momentos como os atuais exigem que a população adote ainda mais a essência da educação financeira e da colaboração. Somente com ações sustentáveis em relação ao uso do dinheiro será possível manter um orçamento pessoal e familiar equilibrado”, afirma.

Veja também: Consórcio de imóveis passou longe da crise em 2016

—————————————————————————————–

A Ademilar é especialista em consórcio de investimento imobiliário e, desde 1991, já atendeu mais de 25 mil clientes. Para comprar, construir, reformar, investir em imóveis, garantir o futuro dos filhos e fazer uma Aposentadoria Imobiliária Ademilar, contamos com uma equipe especializada.

Acesse o site ou agende uma visita! http://www.ademilar.com.br/

———

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *