Mercado Imobiliário 13 abr / 2017

Leilões de imóveis crescem 80% em dois anos

Leilões de imóveis crescem 80% em dois anos - Ademilar

De acordo com levantamento da Federação Brasileira de Leiloeiros Públicos Oficiais (FEBRALEI), o número de imóveis ofertados em leilões aumentou 80% entre 2014 e 2016, resultado este impulsionado pela crise. A modalidade também representa uma excelente oportunidade de investimento, ainda mais quando se leva em conta que um imóvel arrematado em leilão pode custar até 60% menos.

Em entrevista ao portal G1, Carlos Alberto Pereira, investidor especializado em leilões de imóveis, afirma que a cada 20 ofertas, apenas uma é viável: “Não dá para se aventurar com leilão sem antes conhecer o mercado. Por isso é mais fácil para o investidor do que para quem procura a casa própria”.

Separamos algumas dicas importantes para quem investe no mercado imobiliário e pensa em adquirir um imóvel através de leilões:

Tenha um bom advogado

Contar com o auxílio deste profissional ao comprar um imóvel é fundamental, ainda mais tratando-se dos ofertados em leilões. O advogado tem condições de determinar os bons e os maus negócios.

Verifique o edital

Quem dá o lance vencedor, mas depois percebe que não possui o dinheiro para o arremate pode ficar impedido de participar de leilões posteriores e até ter que pagar multa. Por isso, leia com atenção as cláusulas do edital, incluindo o preço mínimo, as condições de pagamento, os impostos acrescidos e a comissão do leiloeiro.

Dê preferência a imóveis desocupados

Mais de 90% dos imóveis que vão a leilão ainda não tiveram os antigos proprietários despejados. Com o arremate, o comprador poderá solicitar a desocupação, mas é comum que recursos judiciais contra a medida se arrastem por anos.

Levante as dívidas do imóvel

É dever do comprador arcar com dívidas, como o IPTU, deixadas pelo antigo ocupante. Some a este valor os possíveis custos advocatícios com ações de despejo ou o pagamento do condomínio por parte do antigo proprietário e desconte estas despesas do lance justo a ser apresentado.

Visite o imóvel com antecedência

Em alguns casos, o morador se recusa a aceitar visitas, e o interessado em arrematar o imóvel só consegue obter informações sobre seu estado com vizinhos e funcionários do condomínio. Se tiver a oportunidade de conhecê-lo, faça isso na companhia de técnicos especializados. De qualquer forma, considere a possibilidade de investir em reformas e seja conservador ao definir um lance justo.

Registre o imóvel

Para que o bem arrematado não seja comprado em outro leilão, o comprador deve comunicar a aquisição ao cartório o mais rápido possível.

Veja também: Comprar imóvel em leilão é mais barato, mas exige cuidados

—————————————————————————————–

A Ademilar é especialista em consórcio de investimento imobiliário e, desde 1991, já atendeu mais de 25 mil clientes. Para comprar, construir, reformar, investir em imóveis, garantir o futuro dos filhos e fazer uma Aposentadoria Imobiliária Ademilar, contamos com uma equipe especializada.

Acesse o site ou agende uma visita! http://www.ademilar.com.br/

———

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *