Consórcio de Imóveis: o que é e como funciona

Consórcio de Imóveis: o que é e como funciona - Ademilar

O que é consórcio imobiliário?

Definido pela ABAC (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios) como “a arte de poupar em grupo”, o consórcio imobiliário funciona como uma poupança coletiva, com prazo de duração, à qual os participantes contribuem mensalmente, construindo um fundo comum com dinheiro suficiente para que cada integrante do grupo realize seu próprio projeto imobiliário.

Neste artigo, explicaremos como funciona o consórcio de imóveis e tudo o que você precisa saber sobre esse tipo de autofinanciamento.

Como funciona o consórcio imobiliário? Entenda:

O que você precisa saber ao adquirir uma cota?

Tudo sobre o andamento do processo:

Pós-Contemplação

Conclusão

O que você precisa saber ao adquirir uma cota?

O papel da administradora

O primeiro passo para tornar-se um consorciado é escolher uma administradora. Ela será responsável pela formação, organização e gerência dos grupos de consórcio.

É possível fazer uma simulação de consórcio a partir do valor do crédito desejado ou do valor da parcela que você pode pagar. Cada administradora possui planos e condições diferentes, portanto, vale a pena avaliar o que melhor se aplica ao seu objetivo.

Saiba mais sobre os deveres da administradora.

Compra da Cota

Ao contrário do que se espera de investimentos em bancos, por exemplo, a adesão ao consórcio é simples. Para adquirir uma cota, são necessários apenas o RG e CPF do cliente.

Confira, também, algumas dicas do que deve ser considerado antes da compra de cotas:

  • Definir o plano ideal dentro do orçamento;
  • Analisar as possibilidades de lances na tentativa de antecipar a contemplação;
  • Analisar com cautela o contrato do consórcio;
  • Entender todas as regras do sorteio e dos lances;

Custos do consórcio

Os custos com o consórcio podem variar de administradora para administradora. Aqui na Ademilar, as principais taxas são:

Taxa de administração

A taxa de administração é a remuneração que a empresa recebe para gerenciar os grupos. O percentual é fixo e estipulado em contrato. Como esta taxa pode ser diluída em parcelas, o consórcio torna-se mais rentável para compra de imóveis do que um financiamento, por exemplo. Na Ademilar, ela gira em torno de 0,1% ao mês, uma das mais baixas do mercado.

Seguro Prestamista

O seguro de vida prestamista serve para proteger o investimento, em caso de sinistro (como morte natural, morte acidental ou invalidez total permanente por acidente), e é muito importante para o andamento do consórcio. O percentual é fixo, embutido nas parcelas e de acordo com a modalidade escolhida pelo consorciado. A contratação é obrigatória após a contemplação, mas também pode ser feita a qualquer momento.

Saiba mais sobre o Seguro Prestamista.

Fundo Comum

Uma parte da parcela mensal é destinada ao fundo comum, o capital responsável por garantir as contemplações por sorteio ou lance.

Em caso de desistência, o consorciado participa de sorteios para receber o valor pago por ele ao fundo comum, conforme previsto em regulamento do consórcio.

Andamento do processo

Assembleias de Consórcio

Após a formação dos grupos, mensalmente ocorrem assembleias ordinárias em datas pré-estabelecidas para a definição das contemplações, por sorteio e lances. As assembleias são registradas em atas com valor legal e, aqui na Ademilar, são realizadas de forma automática, via sistema.

Em casos extraordinários, podem ser convocadas assembleias para discussão e votação de assuntos relevantes para o grupo.

Saiba mais sobre as assembleias gerais.

Como é feito o pagamento das parcelas?

O boleto com a parcela do plano contratado é enviado para o consorciado mensalmente. Também é possível solicitar débito automático em alguns bancos. Vale lembrar que tanto o crédito quanto o valor das parcelas são atualizados anualmente pelo Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), garantindo poder de compra ao consorciado.

Como ocorre a contemplação?

Todos os meses, um ou mais consorciados têm a chance de usar o dinheiro do fundo comum para adquirir um imóvelreformar e até construir uma casa, entre outras possibilidades. A contemplação acontece de duas formas: sorteio e lance.

Sorteios

O sorteio é realizado em datas previamente estipuladas no calendário anual da administradora, tanto para consorciados ativos quanto excluídos. A definição dos contemplados de cada grupo é feita a partir da extração dos números da Loteria Federal, que equivalem aos números das cotas dos grupos. Confira mais detalhes de cada formato abaixo:

  1. Sorteio cotas ativas: participam todas as cotas que estiverem em dia com o pagamento das parcelas.
  2. Sorteio cotas excluídas: participam todas as cotas excluídas para fins de devolução dos valores pagos, conforme regulamento.

Lances

Já a oferta de lance nada mais é do que a antecipação do pagamento das parcelas. Cada administradora de consórcio define de que forma isso pode ocorrer. Os lances devem ser feitos até 1 hora antes do início da assembleia.

Existem três formatos de oferta:

  1. Lances livres: Definição da quantidade de parcelas a cargo do consorciado. Neste caso, o vencedor é quem oferece o maior número de parcelas.
  2. Lances fixos: Pré-definidos no aditivo do grupo, conforme o número de parcelas.
  3. Lances limitados: Concorrem as cotas que ofertarem lance pré-determinado no aditivo do grupo inserido.

O desempate é igual para todas as modalidades. É vencedora a cota que mais se aproximar do 1º prêmio da extração da Loteria Federal do mês vigente, independentemente de estar acima ou abaixo desta. Se a proximidade for a mesma, a prioridade será para aquela localizada acima.

Em quanto tempo serei contemplado?

Todos os consorciados concorrem desde a primeira assembleia, basta manter o pagamento das parcelas em dia. O prazo de contemplação máximo é estipulado em contrato, no início do grupo de consorciados. Apesar de não ser possível saber exatamente quando a cota será contemplada, o cliente pode tentar antecipar esse processo através da oferta de lances.

Saiba mais sobre como agilizar a contemplação.

Como utilizar o FGTS?

O Fundo de Garantia também pode ser utilizado no consórcio, contanto que o cliente atenda às exigências regulamentadas pelo Conselho Curador do FGTS. Desde 2019, a Ademilar atua como agente financeira autorizada a fazer a liberação do FGTS vinculado ao crédito do consórcio.

Confira todas as regras de utilização do Fundo de Garantia neste artigo.

O FGTS pode ser utilizado nas seguintes situações:

  • Pagamento total ou parcial de lances, como alternativa para tentar antecipar a contemplação.  
  • Liquidação e amortização do saldo devedor no consórcio.
  • Complemento do valor do crédito, caso o cliente queira adquirir um imóvel de preço mais alto que o previsto na carta.

Além disso, com a utilização do FGTS, a cota não poderá ser comercializada.

Pós-contemplação

O que acontece quando sou contemplado?

Após a contemplação, seja por sorteio ou lance, o crédito é liberado para que o consorciado dê sequência aos seus projetos. O processo de liberação acontece em torno de 30 dias úteis se toda a documentação estiver correta.

A escolha do imóvel para utilização do crédito fica a cargo do cliente. Caso o valor do bem a ser adquirido seja superior ao crédito, o consorciado contemplado fica responsável por pagar a diferença. Porém, se o bem tiver preço inferior ao crédito, essa diferença pode ser utilizada para reforma, construção, compra de mais um bem, pagamento das prestações a vencer ou pagamento dos custos com o registro.

Como a Carta de Crédito pode ser utilizada?

É possível utilizar o crédito do consórcio para as mais diversas finalidades. Confira as possibilidades:

  • Planejar a compra de um imóvel novo ou usado, no Brasil ou no exterior;
  • Fazer uma poupança “forçada”;
  • Criar o próprio plano de aposentadoria;
  • Aumentar o patrimônio;
  • Investir;
  • Planejar o futuro dos filhos;
  • Construir ou reformar um imóvel comercial ou residencial;
  • Ter uma casa na praia ou no campo;
  • Comprar e instalar placas fotovoltaicas;
  • Quitar saldo devedor de imóvel na planta;
  • Quitar financiamento imobiliário.

Conclusões

Vale a pena fazer um consórcio de imóveis?

Sim, vale muito a pena. O consórcio, diferentemente do financiamento, não cobra juros nem entrada. As únicas taxas existentes são as da própria administradora. Na Ademilar, por exemplo, você tem que pagar apenas a taxa de administração durante o plano, estipulada de acordo com o grupo do qual participa, e, após a contemplação, o seguro prestamista.

Os benefícios do consórcio não se restringem à economia de dinheiro. Essa modalidade permite que o consorciado use o saldo do seu FGTS e ainda atualiza o valor do crédito anualmente, garantindo a formação de patrimônio sem descapitalização.

Para quem o consórcio de imóveis é indicado?

O consórcio imobiliário é indicado para quem deseja realizar projetos imobiliários. É um investimento de médio a longo prazo muito seguro se adquirido em uma empresa séria e idônea.

Além disso, é uma alternativa excelente para quem tem dificuldade de poupar dinheiro, pois funciona como um disciplinador financeiro e “ensina” o cliente sobre a importância de reservar um valor mensal para planejar o futuro. Também é uma excelente opção para quem busca flexibilidade na realização de seus objetivos, uma vez que não possui vínculo com nenhuma construtora ou imobiliária.

Conheça outras situações em que o consórcio é indicado.

Agora que você já sabe como funciona o Consórcio Imobiliário, confira as opções da Ademilar para ajudá-lo a realizar seu projeto.­ E, caso tenha ficado com dúvidas, deixe um comentário abaixo! (:

Sobre a Ademilar

A Ademilar é especialista e pioneira em consórcio de imóveis no Brasil, desde 1991 já atendeu mais de 60 mil clientes e comercializou mais de 14 bilhões em créditos. Se o seu objetivo é comprar, construir, reformar, investir em imóveis, garantir o futuro dos filhos ou fazer uma aposentadoria imobiliária, a Ademilar irá te ajudar a planejar o seu futuro e o de sua família!

Acesse o site e faça uma simulação www.ademilar.com.br

Conheça mais sobre consórcio

2 comentários em “Consórcio de Imóveis: o que é e como funciona

    • Ademilar Consórcio de Imóveis says:

      Olá Eliane.

      Sim! Todos os consorciados concorrem ao sorteio e podem ofertar lances. As parcelas precisam ser pagas até o vencimento para concorrer no sorteio e lance.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *