FGTS no consórcio imobiliário

FGTS no consórcio imobiliário - Ademilar

Compreender as possibilidades para a utilização do FGTS no consórcio imobiliário pode ajudar muito na hora de comprar ou construir imóveis através da modalidade. É sobre isso que vamos falar no post de hoje.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 32% da população do país não têm casa própria, contudo, esse é um dos maiores anseios dos brasileiros. Neste cenário, o Consórcio Imobiliário tem sido uma escolha favorável para facilitar a aquisição de um imóvel. Mas, muitas pessoas desconhecem a alternativa de usar neste processo o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Confira abaixo quais são as possibilidades para a utilização do FGTS no consórcio imobiliário.

Oferta de lance

O lance pode ser definido como a antecipação do pagamento das parcelas, sendo uma tentativa de acelerar a contemplação e dar início ao projeto financeiro antes do previsto. A Ademilar trabalha com três modalidades de lance: o livre, o fixo e o limitado. No lance livre, é o consorciado quem define o valor das parcelas e vence quem ofertar o maior número. Já no lance fixo e limitado, o cliente oferta um número limite de parcelas, de acordo com o aditivo de cada grupo. Além disso, há a possibilidade de usar parte do próprio crédito ou até 100% do saldo do FGTS.

Complementação da Carta de Crédito

Nesta modalidade, caso o cliente possua um consórcio e queira adquirir um imóvel acima do valor da sua carta de crédito, ele poderá utilizar o FGTS para complementar esse crédito, desde que se enquadre nas regras do Conselho Curador do FGTS.

Pagamento de parte das prestações do consórcio

O valor debitado da conta vinculado ao FGTS pode abater até 80% do valor total das próximas 12 parcelas a vencer. É possível repetir esse processo anualmente, contanto que esteja dentro das normas. Portanto, se o consorciado estiver com prestações em aberto pode utilizar o valor para amortizar parte delas, sob a condição de, no máximo, três parcelas em atraso. Mas, é válido destacar que o cliente só consegue abater parte do valor após ser contemplado e ter o bem entregue.

Amortização extraordinária ou liquidação de saldo devedor do consórcio

Na amortização extraordinária, é possível utilizar o FGTS para pagar parte do saldo devedor ou até quitar toda a dívida, desde que o consorciado tenha sido contemplado e adquirido o imóvel, ou seja, que ele esteja dentro das regras. Ao amortizar o saldo devedor do financiamento, o cliente deixará de pagar os juros e os encargos que incidiram sobre o valor amortizado. Vale ressaltar que, nessa modalidade, a utilização do fundo de garantia pode ser feita a cada dois anos e o consorciado não deve ter parcelas em aberto.

Amortização extraordinária de saldo devedor com redução de prazo

Outra possibilidade de utilização do FGTS é a amortização do saldo devedor na ordem indireta (de trás para frente), não alterando o valor da parcela, apenas o prazo. Na modalidade, o consorciado também não deve ter parcelas em aberto e o procedimento pode ser repetido a cada dois anos.

Para compreender melhor as possibilidades do Fundo de Garantia no Consórcio de Imóveis, confira este vídeo.

Agora que você já sabe como o FGTS pode ser utilizado no consórcio de imóveis, que tal dar o primeiro passo para realizar projetos imobiliários? Descubra no site da Ademilar os melhores planos para seus objetivos. Faça agora mesmo uma simulação.

Veja também: Tudo o que você precisa saber para começar a investir em um consórcio de imóveis em 2020

Sobre a Ademilar

A Ademilar é especialista e pioneira em consórcio de imóveis no Brasil, desde 1991 já atendeu mais de 60 mil clientes e comercializou mais de 14 bilhões em créditos. Se o seu objetivo é comprar, construir, reformar, investir em imóveis, garantir o futuro dos filhos ou fazer uma aposentadoria imobiliária, a Ademilar irá te ajudar a planejar o seu futuro e o de sua família!

Acesse o site e faça uma simulação www.ademilar.com.br

Conheça mais sobre consórcio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *