Consórcio de Imóveis 27 jun / 2014

Como o FGTS pode ser usado no consórcio

Nos últimos anos, mudanças na legislação tornaram o consórcio um investimento ainda mais vantajoso. Uma das alterações mais significativas, que trouxe diversos benefícios aos consorciados, foi a ampliação do uso do FGTS em operações da modalidade.

Como o FGTS pode ser usado no consórcio

O saldo do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), composto por depósitos e oferecido a todos os trabalhadores com carteira assinada, pode ser utilizado para a oferta de lances e a amortização ou quitação do saldo devedor, assim como complemento do crédito.

Para a utilização do benefício, é preciso respeitar algumas regras impostas pela Caixa Econômica Federal. O trabalhador já deve ter sido contemplado e adquirido o imóvel, no nome do titular da conta do FGTS. É necessário que o imóvel esteja localizado na área – incluindo os municípios vizinhos ou da mesma região metropolitana – onde ele exerce sua profissão ou mora há mais de um ano.

O saldo não pode ser usado para reformas ou aquisição de terrenos. O uso do FGTS é vetado também quando o crédito do consórcio já estiver sendo usado para a compra de um imóvel comercial ou para a quitação de financiamento imobiliário.

Com relação à amortização, é preciso respeitar um prazo de dois anos entre cada operação de redução das parcelas devidas.

Os consorciados que tiverem interesse em usar o FGTS devem procurar a administradora de consórcio, responsável por encaminhar a documentação.

Veja também: Por que fazer um consórcio imobiliário

—————————————————————————————–

A Ademilar é especializada em consórcio de imóveis, e desde 1991 já atendeu mais de 22 mil famílias. Para comprar, construir, reformar, investir em imóveis, garantir o futuro dos filhos e fazer uma aposentadoria imobiliária Ademilar, contamos com uma equipe especializada para melhor atendê-lo.

Acesse o site ou agende uma visita! http://www.ademilar.com.br/

———

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *