Transferência de consórcio: entenda como funciona

Transferência de consórcio: entenda como funciona - Ademilar

O consórcio é uma maneira eficiente de conquistar objetivos imobiliários, como comprar, construir ou reformar um imóvel. Porém, alguns imprevistos podem impactar o planejamento financeiro familiar, alterando prioridades e exigindo mudanças de planos.

Nos casos em que o consorciado não está conseguindo pagar as parcelas mensais ou não deseja continuar investindo no consórcio, é possível transferir a titularidade, tanto de cotas já contempladas quanto das que estão aguardando contemplação.

Mas vale lembrar: antes de tomar qualquer decisão, converse com a administradora e analise todas as possibilidades de negociação. Na Ademilar, por exemplo, é possível renegociar as parcelas em atraso, diluindo as vencidas nas parcelas à vencer, ou reduzir o valor do crédito, dependendo do seu grupo.

Se depois de analisar as opções, nenhuma alternativa oferecida pela administradora atender às suas necessidades, a transferência pode ser uma boa opção.

Neste artigo, explicaremos tudo o que você precisa saber antes de iniciar o processo.

Como fazer a transferência de consórcio?

Entenda como a transferência do consórcio funciona na Ademilar e confira nossas dicas para uma negociação segura!

Transferência de cotas não contempladas

Estando com os pagamentos em dia, todos os direitos e deveres dos consorciados que ainda não foram contemplados podem ser transferidos para outra pessoa.

Para dar andamento no processo, o titular deve enviar à administradora, via e-mail, um termo com as informações do novo proprietário da cota e pagar a taxa de transferência.

Transferência de cotas contempladas

Para os que já foram contemplados e utilizaram o crédito, a transferência deve ser feita através de escritura ou contrato com autorização da administradora, que fará a substituição das garantias complementares para o nome do comprador da cota de consórcio. O processo também requer o envio do termo com as informações do novo proprietário e o pagamento da taxa de transferência.

Como funciona a taxa de transferência?

O valor da taxa de transferência de titularidade pode variar conforme andamento do consórcio. Ela é baseada em variáveis como: valor do bem, saldo devedor e situação da contemplação.

O responsável pelo pagamento da taxa é definido pelo acordo feito entre o comprador e o vendedor da cota, não pela administradora.

Entenda o regulamento da administradora

Conforme mencionado, na Ademilar, desde que as parcelas estejam em dia, basta enviar um e-mail com o termo de transferência preenchido para dar início ao processo de transferência de titularidade. Porém, cada administradora tem sua própria política, por isso é importante estar atento ao regulamento do consórcio.

Cuidado ao compartilhar informações

Evite fornecer informações e documentos pessoais a terceiros. A administradora só realiza o processo de transferência com consentimento de todas as partes.

Compartilhe apenas dados gerais: número de parcelas, valores pagos e prazo para o encerramento do grupo.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com a Ademilar ou deixe um comentário abaixo!

Saiba mais sobre o consórcio de imóveis: confira nosso guia completo.

Artigos relacionados:

Em quanto tempo serei contemplado?
Casos em que o FGTS pode ser utilizado em no consórcio de imóveis

Sobre a Ademilar

A Ademilar é especialista e pioneira em consórcio de imóveis no Brasil, desde 1991 já atendeu mais de 60 mil clientes e comercializou mais de 14 bilhões em créditos. Se o seu objetivo é comprar, construir, reformar, investir em imóveis, garantir o futuro dos filhos ou fazer uma aposentadoria imobiliária, a Ademilar irá te ajudar a planejar o seu futuro e o de sua família!

Acesse o site e faça uma simulação www.ademilar.com.br

Conheça mais sobre consórcio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *