Decoração e Arquitetura 10 set / 2012

Dicas para evitar enganos comuns no paisagismo

dicas-evitar-danos-comuns-paisagismo

Abusar no estilo e na decoração do seu jardim com o paisagismo é uma ótima opção para quem quer um ambiente ainda mais charmoso. Porém, cultivar plantas e manter o espaço sempre bonito não é tarefa fácil. Pequenos erros podem destruir todo o trabalho de um dia para o outro. Por isso, o blog da Ademilar separou algumas dicas para evitar esse tipo de desconforto.

Calçada quebrada pelas raízes das árvores: essa situação acontece com frequência no paisagismo, principalmente em lugares grandes e com muitas áreas impermeáveis. Para evitar que a calçada comece a rachar, é ideal que ela tenha no mínimo 2 metros de largura, pois, além do espaço de 1 m² reservado para o canteiro, a circulação dos pedestres precisa ser facilitada. Quanto às arvores, prefira espécies nativas brasileiras que possuam raízes profundas. Não se esqueça de estudar o crescimento delas, pois em áreas urbanas a árvore deve chegar a no máximo 4 metros de altura.

Vaso rachado: modelos de cerâmica e barro precisam ser impermeabilizados para conter a umidade do ambiente. Se isso não é feito, o recipiente fica sujeito à ação do tempo e a rachaduras, principalmente no inverno.

Veja também: Faça do seu jardim uma verdadeira sala de estar

Plantas venenosas e animais: diversas espécies de plantas devem ser evitadas no paisagismo em casas com crianças ou bichos de estimação. As plantas mais conhecidas são comigo-ninguém-pode e bico-de-papagaio, além das mais perigosas, como coroa-de-cristo, leiteiro-vermelho, jasmin-manga e saia-branca.

Vasos pequenos: um dos principais erros no paisagismo e na hora de cultivar plantas é escolher um vaso menor que o ideal. A parte de terra (torrão) que vem com a raiz não pode ser retirada e o vaso deve ser, no mínimo, 20% maior que o tamanho original da planta.

Inseticidas: alguns compostos químicos são tão poderosos que, além de eliminar os bichos que prejudicam as plantas, também podem eliminar aqueles que trazem benefícios para a adubação da terra, como as minhocas. Prefira soluções naturais como o gergelim, que espanta formigas, e a manjerona, que também acaba com as aranhas. Outra maneira natural é investir em receitas caseiras, como esmagar alho em um copo d’água e deixar a substância maturar por 12 dias. Depois disso, basta diluir a solução em 1,5 l de água e pulverizar a planta.

Sol ou sombra: algumas espécies precisam de 12 ou 16 horas de luminosidade e outras preferem permanecer em áreas sombreadas. Antes de adquirir uma planta e posicioná-la no local, verifique a necessidade dela.

Tronco com cal: a camada branca comumente observada nas árvores está lá para evitar a proliferação de doenças, porém isso não acontece. Além de não auxiliar no crescimento da planta, a pintura impede a respiração do tronco. Por isso, evite essa prática.

2 comentários “Dicas para evitar enganos comuns no paisagismo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *