O que é inflação e como ela afeta o seu dia a dia

O que é inflação e como ela afeta o seu dia a dia - Ademilar

A inflação sempre esteve presente no seu cotidiano, mesmo que você não saiba exatamente o que ela significa.

Tente se lembrar, por exemplo, quantas sacolas cheias você levava para casa do supermercado há alguns anos e quantas leva hoje com o mesmo valor. Isso tem a ver com a inflação.

O que é inflação?

Resumidamente, a inflação indica o aumento generalizado ou contínuo dos preços de diversas categorias de bens e serviços em um determinado período. Ela funciona como um imposto sobre a posse da moeda e, quando aumenta, o poder de compra diminui.

As categorias afetadas costumam ser chamadas de “cesta de produtos”, o que inclui alimentação, comunicação, despesas pessoais, educação, habitação, saúde, transporte e vestuário.

Vale ressaltar, porém, que o aumento não é uniforme, pois a inflação mexe nos preços relativos. Por isso, dentro de cada categoria alguns itens podem sofrer aumentos maiores e outros nenhum.

Como a inflação é medida?

Embora existam outros índices, o indicador oficial da inflação é o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). Mensalmente, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) analisa os preços de quase 500 itens de consumo em diversas regiões do país com base na realidade das famílias de diferentes faixas de renda e assim consegue verificar se houve aumento, diminuição ou manutenção dos valores.

O que causa a inflação?

A inflação age de acordo com a lei da oferta e da demanda. É o que acontece, por exemplo, quando um efeito climático afeta a produção de algum alimento e o preço dele dispara nos supermercados.

Mas esta não é a única causa. Aumento nos gastos públicos, alta do dólar, formação de cartéis, custos de produção elevados ou queda na produção influenciam o aumento dos valores. A indexação também promove a inflação: essa prática consiste em reajustar os preços baseados em valores cobrados anteriormente.

Como controlar a inflação?

Essa questão varia de acordo com a causa da inflação, mas para frear a alta nos preços o governo pode regular a taxa básica de juros, a Selic, diminuir ou aumentar impostos, fazer ajustes fiscais ou investir na produção.

Como a inflação afeta o seu dia a dia?

É muito fácil perceber a influência da inflação no dia a dia quando vamos ao supermercado. O salário continua o mesmo, mas os produtos estão mais caros, ou seja, o poder de compra diminui e será preciso fazer um esforço maior para adquirir os mesmos produtos consumidos regularmente.

A inflação também afeta o pagamento de serviços, pois diversos contratos preveem reajustes de acordo com ela, tais como planos de saúde, energia elétrica e pedágios.

Além disso, a inflação distorce os preços e fica mais difícil acompanhar se os produtos estão caros ou baratos.

A educação financeira pode ajudar a amenizar a inflação

Como a inflação afeta diretamente o real valor do dinheiro, é preciso protegê-lo através de bons investimentos, como é o caso do consórcio, que está muito ligado com a educação financeira.

A modalidade reforça a importância de investir mensalmente com foco em um grande objetivo. Assim, o consorciado não corre o risco de gastar o valor das parcelas de forma supérflua ou mesmo de deixar o dinheiro “embaixo do colchão”, sem render nada e sendo desvalorizado.

Ao longo dos anos, o consórcio também protege o cliente dos efeitos nocivos da inflação, pois o valor do crédito é atualizado anualmente para que ele não perca seu poder de compra.

Ficou interessado? Faça uma simulação no site da Ademilar e confira como a modalidade pode ajudar você a conquistar seus projetos imobiliários.

Sobre a Ademilar

A Ademilar é especialista e pioneira em consórcio de imóveis no Brasil, desde 1991 já atendeu mais de 50 mil clientes e comercializou mais de 10,5 bilhões em créditos. Se o seu objetivo é comprar, construir, reformar, investir em imóveis, garantir o futuro dos filhos ou fazer uma aposentadoria imobiliária, a Ademilar irá te ajudar a planejar o seu futuro e o de sua família!

Acesse o site e faça uma simulação www.ademilar.com.br

Conheça mais sobre consórcio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *