Minicasas e apartamentos: como é viver em espaços pequenos

Minicasas e apartamentos: como é viver em espaços pequenos - Ademilar

Famílias cada vez menores, empregos temporários ou que podem ser realizados virtualmente, passar menos tempo no trânsito e a necessidade de levar uma vida mais simples estão entre os fatores que popularizam a tendência de viver em minicasas ou apartamentos.

São Paulo, por exemplo, receberá em setembro deste ano um imóvel com apenas 10 m² disponíveis, o menor apartamento da América Latina. Para viver em espaços tão pequenos, o bom uso do design e da tecnologia é fundamental.

Outro segredo para viver bem em uma minicasa ou apartamento é escolher móveis funcionais. Mais do que economizar espaço, o mobiliário deverá ser prático. Como afirma a arquiteta e designer de interiores Gislene Lopes, “De nada adianta ter uma cama que vira mesa ou uma mesa que vira banco se isso não for prático na rotina de quem irá usá-las. […] Funcionalidade é a primeira coisa a ser observada”.

Um dos segredos segredo para viver bem em uma minicasa ou apartamento é escolher móveis funcionais - Ademilar

A cidade e o que ela oferece também exercem papel fundamental numa rotina confortável em um imóvel pequeno. É o que defende o arquiteto, historiador e professor do curso de Arquitetura da UTFPR, Irã Dudeque. “Morar em um lugar pequeno é confortável quando o morador tem acesso fácil aos serviços públicos. O sujeito que mora em um condomínio fechado, mais distante, coloca serviços na sua própria residência. Esse é o sentido. A pessoa que mora em um local pequeno vai depender de uma boa cidade”, diz.

Opinião compartilhada por Alexandre Frankel, presidente-executivo de uma incorporadora especializada em imóveis compactos: “É um tipo de imóvel que funciona muito bem onde há transporte público e oferta de emprego e estudo. Os compradores são pessoas, solteiras ou casadas, que trabalham na região e querem ir a pé ao trabalho”. Em São Paulo, os miniapartamentos são lançados em bairros centrais para atender a uma demanda específica da cidade. “Nos empreendimentos, a falta de espaço nos apartamentos é suprida pela oferta de serviços na área comum. Os moradores têm acesso a sala de trabalho, espaço para festas e lavanderia. Tudo é pensado para que o morador dependa menos do espaço próprio”, completa Frankel.

Não é todo mundo que está disposto a viver com tão pouco. Como comenta Fernando Laterza, coordenador do curso de Design da Faculdade Belas Artes, de São Paulo, “O brasileiro ainda tem uma referência de casa um pouco maior, com cachorro, planta. Isso explica o sucesso da varanda gourmet, por exemplo, que virou o quintalzinho dos antigos sobrados“. Porém, viver em um apartamento ou em uma casa compacta traz uma série de benefícios.

A começar pelo preço do imóvel, mais barato tanto para comprar ou alugar quanto para manter. A praticidade é outro ponto positivo: com menos espaço, a tendência é armazenar somente o necessário. Assim, organizar a casa fica mais fácil e a limpeza demora menos. Viver em um lugar menor também promove economia de energia e diminui o impacto ambiental.

Viver em um lugar menor também promove economia de energia e diminui o impacto ambiental - Ademilar

Se você quer levar uma vida minimalista, pode apostar no consórcio imobiliário para comprar um imóvel compacto para moradia ou investimento.

Ao fazer uma simulação em nosso site você encontra diversos planos disponíveis e consegue programar a aquisição sem pagar juros nem entrada e com a possibilidade de usar o seu FGTS.

Veja também: Como calcular o tamanho ideal do imóvel

Sobre a Ademilar

A Ademilar é especialista e pioneira em consórcio de imóveis no Brasil, desde 1991 já atendeu mais de 50 mil clientes e comercializou mais de 10,5 bilhões em créditos. Se o seu objetivo é comprar, construir, reformar, investir em imóveis, garantir o futuro dos filhos ou fazer uma aposentadoria imobiliária, a Ademilar irá te ajudar a planejar o seu futuro e o de sua família!

Acesse o site e faça uma simulação www.ademilar.com.br

Conheça mais sobre consórcio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *