Telhado verde reduz impostos em Buenos Aires

telhado-verde-impostos-buenos-airesUma lei sancionada na cidade de Buenos Aires, na Argentina, visa à valorização de áreas verdes em apartamentos. Segundo a lei, os prédios que possuírem jardins nos telhados pagarão menos impostos. De acordo com o governo local, a redução do ABL, taxa equivalente ao IPTU brasileiro, será de 20% para os edifícios que aderirem à medida.

O objetivo da lei é valorizar o meio ambiente através da mudança do comportamento dos moradores, reforçando o compromisso que a cidade possui com a preservação do meio ambiente. Atualmente, Buenos Aires integra o grupo C40, união de cidades que discutem e implantam medidas para a valorização de áreas verdes. A redução vale para os edifícios já existentes, mas uma emenda está sendo preparada para que os novos empreendimentos já tenham os espaços verdes.

Segundo o secretário do Desenvolvimento Urbano, Daniel Chain, em entrevista cedida à rede BBC Brasil, “a meta é ambiental. E entendemos também que devemos ser os primeiros a aplicar a iniciativa. Por isso, desde o ano passado, começamos a construir escolas com vegetação nos telhados. E o mesmo faremos em outros edifícios públicos”.

Vale lembrar que Buenos Aires é uma cidade conhecida por seus parques e suas áreas verdes iniciadas entre os séculos 19 e 20. Antes de a medida valer oficialmente, a prática de implementar jardim nos telhados já estava sendo adotada em diversos prédios.

Veja também: Desconto no IPTU por área verde.

Sobre a Ademilar

A Ademilar é especialista e pioneira em consórcio de imóveis no Brasil, desde 1991 já atendeu mais de 55 mil clientes e comercializou mais de 13 bilhões em créditos. Se o seu objetivo é comprar, construir, reformar, investir em imóveis, garantir o futuro dos filhos ou fazer uma aposentadoria imobiliária, a Ademilar irá te ajudar a planejar o seu futuro e o de sua família!

Acesse o site e faça uma simulação www.ademilar.com.br

Conheça mais sobre consórcio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *