Pratos típicos da gastronomia da Bahia

Pratos típicos da gastronomia da Bahia - Ademilar

No estado da Bahia, a Ademilar está presente na capital, Salvador.

Quando se pensa na região, a culinária é um dos destaques, devido à mescla de influências. A gastronomia da Bahia é composta por pratos de origem africana, adaptados com temperos mais fortes e característicos, como o azeite de dendê, e também por iguarias de origem portuguesa. Carrega ainda influências trazidas pelos índios. Conheça abaixo os pratos típicos da Bahia.

Acaçá

É composto por uma massa feita com milho branco ou vermelho, cozida em água, em seguida envolvido em folha de bananeira. A massa atinge o ponto ideal quando, após ser pingada em um copo com água, não se dissolve.

Acarajé

O acarajé é possivelmente o prato mais popular da Bahia: estima-se que sejam consumidos 12 milhões de bolinhos todos os meses.

O prato é feito com uma massa de feijão fradinho frita no azeite de dendê. Depois deste processo, o acarajé é cortado ao meio e recheado com camarão, vinagrete, vatapá e caruru. Com origem na África, também faz sucesso por lá e é consumido no café da manhã.

Arroz de Hauçá

Também de origem africana, este prato era o preferido do escritor Jorge Amado. Trata-se de um arroz branco cozido com pouquíssimo sal e acompanhado de camarão defumado ralado e carne seca frita com alho e cebola.

Bobó de camarão

É um prato de consistência cremosa, feito com camarões refogados com mandioca - Ademilar

Igualmente trazido da África, foi adaptado com os temperos baianos. É um prato de consistência cremosa, feito com camarões refogados com mandioca. Leva também alho, cebola, pimentão, azeite de dendê e leite de coco. É servido acompanhado de arroz branco ou pirão.

Caruru

Preparado com quiabo, cebola, camarão seco, castanha, amendoim, gengibre e azeite de dendê, o prato tem influências africanas e indígenas - Ademilar

Preparado com quiabo, cebola, camarão seco, castanha, amendoim, gengibre e azeite de dendê, o prato tem influências africanas e indígenas. É a principal comida do dia de São Cosme e Damião. O caruru também é tradicionalmente servido às sextas e sábados na maioria dos restaurantes baianos.

Moqueca

As moquecas baiana e capixaba levam postas de badejo, pargo ou robalo, além de tomate, cebola branca e coentro - Ademilar

Os estados da Bahia e do Espírito Santo brigam há algum tempo pelo título da melhor moqueca. O prato é bastante popular nas duas regiões e alguns temperos diferenciam uma receita da outra. Em comum, ambas as moquecas levam postas de badejo, pargo ou robalo, além de tomate, cebola branca e coentro. A capixaba é finalizada com azeite de oliva e ucurum, já a baiana troca estes ingredientes pelo leite de coco e azeite de dendê.

Vatapá

É um creme firme, preparado com amendoim, castanha de caju, camarão seco, gengibre, alho, cebola, leite de coco e azeite de dendê - Ademilar

É um creme firme, preparado com amendoim, castanha de caju, camarão seco, gengibre, alho, cebola, leite de coco e azeite de dendê. Para engrossar, acrescenta farinha de mandioca ou pão francês. Além de servir de recheio para o acarajé, também é consumido em datas festivas, como o Dia de Santa Bárbara e o Dia de São Cosme e Damião, acompanhado de arroz e caruru.

Veja também: Pratos típicos da gastronomia de São Paulo

Sobre a Ademilar

A Ademilar é especialista e pioneira em consórcio de imóveis no Brasil, desde 1991 já atendeu mais de 50 mil clientes e comercializou mais de 10,5 bilhões em créditos. Se o seu objetivo é comprar, construir, reformar, investir em imóveis, garantir o futuro dos filhos ou fazer uma aposentadoria imobiliária, a Ademilar irá te ajudar a planejar o seu futuro e o de sua família!

Acesse o site e faça uma simulação www.ademilar.com.br

Conheça mais sobre consórcio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *