Série “Chega de Bagunça”: desorganização custa caro

Série “Chega de Bagunça”: desorganização custa caro - Ademilar

Cômodos bagunçados não são apenas feios, eles podem trazer outros prejuízos, inclusive financeiros. De acordo com a especialista em organização Ingrid Lisboa, se você gasta 15 minutos todos os dias procurando alguma coisa e ganha R$ 20 por hora trabalhada, a desorganização tem um custo de R$ 5 por dia, o que significa R$ 35 por semana e R$ 1.825 por ano!

“Jogar dinheiro fora” com a bagunça também pode ser percebido em termos práticos. Se você não costuma organizar sua casa, é provável que já tenha comprado algum produto e descoberto dias depois que já tinha um igual, só não lembrava.

Outro exemplo é quando danificamos um produto de valor financeiro ou sentimental por não guardá-lo direito, deixando-o em qualquer lugar. Além disso, a popularização dos self storages, ou o aluguel de boxes para armazenamento de pertences, demonstra que cada vez mais pessoas estão precisando desembolsar dinheiro para guardar suas coisas, por falta de espaço.

Além do orçamento, a desorganização também pode afetar o nosso lado emocional. Quanto mais bagunça temos em casa, maior é o tempo que levamos para deixar tudo em ordem, o que resulta em cansaço. Há também quem nem comece uma tarefa por antecipar o estresse de ter que colocar tudo em seu devido lugar.

Para que a bagunça em sua casa não prejudique o bolso ou a tranquilidade, confira algumas dicas para colocar ordem nos ambientes:

– Primeiramente, saiba que você não precisa organizar todos os cômodos de uma vez. Isso só te deixará cansado, estressado e desmotivado para repetir a tarefa quando for preciso. Hoje pode ser uma estante, amanhã o armário e assim por diante.

– Se você nem sabe por onde começar a organizar, siga a dica da especialista em organização Thais Godinho: saia de casa, entre novamente e repare no que mais te incomoda. Esta parte é a que deve ser arrumada primeiro.

– Em tempos de sustentabilidade, menos é mais. Abandone a ideia de ter dois produtos iguais por precaução, e perceba que muitos dos seus itens poderiam ser mais bem aproveitados por outras pessoas.

– Tire um dia para separar os seus pertences. Para facilitar, pegue três caixas e em uma delas escreva “manter”, na outra, “jogar fora”, e na terceira, “doar”. Na primeira devem ser colocados os itens que você quer guardar, na segunda, os produtos quebrados ou estragados, e na última, aqueles que ainda estão em bom estado e podem ser oferecidos para quem precisa.

A organização não irá apenas contribuir para o aconchego da sua casa. Segundo a empresária Ada Maria de Assis e Silva, dar um jeito na bagunça poderá render ótimas lembranças e levantar o seu astral: “Quando organizamos, descobrimos documentos importantes, anotações, fotos que podem nos lembrar de alguns sonhos ou metas que foram engavetados no decorrer da correria do ano e da dinâmica da vida”.

Veja também: Série “Chega de Bagunça”: cronograma de limpeza

—————————————————————————————–

A Ademilar é especialista em consórcio de investimento imobiliário e, desde 1991, já atendeu mais de 24 mil clientes. Para comprar, construir, reformar, investir em imóveis, garantir o futuro dos filhos e fazer uma Aposentadoria Imobiliária Ademilar, contamos com uma equipe especializada.

Acesse o site ou agende uma visita! https://www.ademilar.com.br/

———

Sobre a Ademilar

A Ademilar é especialista e pioneira em consórcio de imóveis no Brasil, desde 1991 já atendeu mais de 60 mil clientes e comercializou mais de 14 bilhões em créditos. Se o seu objetivo é comprar, construir, reformar, investir em imóveis, garantir o futuro dos filhos ou fazer uma aposentadoria imobiliária, a Ademilar irá te ajudar a planejar o seu futuro e o de sua família!

Acesse o site e faça uma simulação www.ademilar.com.br

Conheça mais sobre consórcio

2 comentários em “Série “Chega de Bagunça”: desorganização custa caro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *