Condomínios horizontais – um conceito

Condomínios horizontais – um conceito - Ademilar

Diferentemente da oferta empreendimento no centro, que chegou a quase 15 mil  só em 2011, a de condomínios de terrenos e casas caiu um pouco, passando de 50% de representatividade em 2009 para 43,3% em 2011. Essa queda ocorreu por conta da redução de espaço nos bairros das “regiões dos condominios horizontais” – Santa Felicidade, Butiatuvinha, Cascatinha, Lamenha Pequena, Orleans, Santo Inácio, São Braz e São João.

leia+

Curitiba, a 4ª cidade mais rica do Brasil

Curitiba, a 4ª cidade mais rica do Brasil - Ademilar

A expansão imobiliária e o desenvolvimento de outros setores, como o de serviços, transformou Curitiba na 4º cidade mais rica do Brasil. Essa informação foi apontada por um estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado no início de dezembro, que mostra que entre 2005 e 2009 o Produto Interno Bruto (PIB) da capital passou de 29,6 bilhões para 45,7 bilhões.

Curitiba, a 4ª cidade mais rica do Brasil - Ademilar

Além do setor de serviços e da expansão imobiliária, a indústria, a saúde, a educação pública e a seguridade social contribuíram para melhorar o PIB de Curitiba. Segundo a pesquisa, 1,4% do PIB Nacional vem da capital do Paraná. Com Curitiba, São Paulo (1ª), Rio de Janeiro (2ª), Distrito Federal (3ª) e Belo Horzionte (5ª) representam 25,5% do total de todo o PIB nacional.

Curitiba e outras cidades paranaenses estão entre as 100 maiores economias do País. Maringá, por exemplo, ocupa a 62ª posição. Cascavel, Londrina, Araucária, Foz do Iguaçu, Paranaguá, Ponta Grossa e São José dos Pinhais também aparecem no ranking.

Veja também: Centro, local com o metro quadrado mais caro de Curitiba!

Centro, local com o metro quadrado mais caro da cidade

Centro, local com o metro quadrado mais caro da cidade - Ademilar

O centro de Curitiba, que compreende também o São Francisco, o Rebouças e o Centro Cívico, apesar do trânsito pesado, do movimento  constante de pessoas e do ar de cidade grande, é um dos locais mais almejados para se morar. Isso porque os empreendimentos na região, que ultimamente têm ganhado estilos mais modernos, oferecem diversas comodidades ao ocupante, como redes wi-fi, serviços pay-per-use, lavanderia e outros.

Centro, local com o metro quadrado mais caro da cidade - Ademilar

Demanda

Entre 2010 e os primeiros 10 meses de 2011, 4.181 novas construções residenciais foram levantadas no centro da cidade. Esse número é 280% maior do que o registrado entre 2003 e 2009 – 785. Grande diferença, não? A participação da região central na construção de novos empreedimentos subiu de 4% para 15% neste ano.

Centro, local com o metro quadrado mais caro da cidade - Ademilar

As construções do centro de Curitiba têm como foco o público jovem, casais sem filhos e pessoas idosas que moram em casas grandes, mas querem mudar para um local menor. Hoje, o metro quadrado do centro (R$ 5.093) é 7% superior ao cobrado em outras regiões da cidade (R$  4.744).

Centro, local com o metro quadrado mais caro da cidade - Ademilar

Vale a pena morar no centro?

Vale muito a pena. Além de imóveis bem cotados que tendem a valorizar mais ainda, o morador do centro tem tudo ao seu redor – comércio, bancos, shoppings, áreas de lazer, ônibus e serviços públicos. Para quem tem dinheiro em caixa e deseja fazer um pouco mais, comprar empreendimentos na região é um ótimo investimento, que com certeza trará retorno.

Veja também: Curitiba, de cidadezinha a grande metrópole

Feliz ano novo!

Feliz ano novo! - Ademilar

O Natal passou e 2011, repleto de inovações tecnológicas, mudanças políticas, movimentações sociais e discursos ambientais, está prestes a acabar. Antes que ele termine, a Ademilar Consórcio de Imóveis quer desejar a você um Feliz Ano Novo.

– Que o novo ano reserve paz, alegria, amor e esperança.

– Que você possa colocar lindas palavras nas novas páginas de sua vida.

– Que chova felicidade em você.

– Que as realizações de 2011 sejam apenas sementes para o que virá em 2012.

Curitiba: de cidadezinha a grande metrópole

Curitiba: de cidadezinha a grande metrópole - Ademilar

Curitiba, cidade que um dia foi chamada de Nossa Senhora da Luz e Bom Jesus dos Pinhais, está crescendo. Hoje, pode se dizer que já tem “corpo” de metrópole. Prova disso é o desempenho do mercado imobiliário – em 2010, para você ter ideia, a prefeitura liberou 31.295 de alvarás, número três vezes maior do que o registrado no início da década. Neste ano, mesmo com todas as especulações sobre a bolha imobiliária, o ritmo do mercado ficou igual.

Curitiba: de cidadezinha a grande metrópole - Ademilar

leia+