Lei 11.795 completa 3 anos

Lei 11.795 completa 3 anos - Ademilar

Em fevereiro de 2009 a lei 11.795 entrava em vigor. Segundo especialistas, sua publicação mudou – e muito – o setor de consórcios. Hoje em dia, o serviço é visto com mais credibilidade e permitiu que pessoas que não tinham acesso ao crédito passassem a ter.

A Lei 11.795 fez várias mudanças no serviço de consórcios. Por exemplo: possibilidade de comprar um imóvel na planta, utilização do consórcio para pagamento de financiamentos, restituição de valores pagos, etc. A lei na íntegra pode ser vista no site da Presidência da República.

Outra novidade da Lei 11.795 foi a possibilidade de utilizar o consórcio para aquisição de serviços como MBA, preparação de festas de casamento, cirurgias plásticas, tratamentos, etc.

Veja também: Ademilar prevê crescimento de 18% neste ano!

Ademilar prevê crescimento de 18% neste ano

Ademilar prevê crescimento de 18% neste ano - Ademilar

A Ademilar Consórcio de Imóveis projeta um crescimento de 18% neste ano. Notícia boa, não? Então, se em 2011 o crescimento foi alto – foram 480 milhões de créditos comercializados – este ano vai ser melhor ainda. De acordo com a superintendente da Ademilar Tatiana Schuchovsky Reichmann, o crescimento vai ocorrer por conta de alguns fatores. “Muitas pessoas estão procurando valores mais altos de crédito para uma futura troca de imóvel. Quem se planeja paga menos pelo bem”, disse ela.

leia+

Quem pode usar o FGTS para comprar um imóvel?

 Quem pode usar o FGTS para comprar um imóvel? - Ademilar

Em agosto do ano passado nós publicamos um post sobre a utilização do FGTS no consórcio de imóveis. Hoje, para reforçar essa informação, vamos mostrar quais são os requisitos para o uso do fundo e as condições tanto do imóvel a ser adquirido quanto do comprador.

Primeiramente, é interessante alertar que o FGTS pode ser usado ou como complemento ou como lance, ok? Agora, veja os itens essenciais.

leia+

Estabilidade nos preços dos aluguéis

Estabilidade nos preços dos aluguéis - Ademilar

Em 2011, segundo o  Instituto Para­­naen­­se de Pesquisa e Desenvolvimento do Mercado Imobiliário e Condo­­minial (Inpespar), o preço dos contratos de aluguel subiu 16,3% em Curitiba. Essa alta, que foi reflexo das vendas de apartamentos, deve ficar estabilizada em 2012.

Isso deve ocorrer porque o aluguel deve caber no bolso do inquilino. Segundo Luiz Celso Castegnaro, diretor pedagógico do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Paraná (Creci-PR), “não adianta oferecer um produto com um preço que o consumidor não poderá pagar”.

leia+

Reformar antes de vender

Reformar antes de vender - Ademilar

Reformar um imóvel antes de vendê-lo pode dar um “up” no preço. Hoje, no blog da Ademilar, vamos dar algumas dicas a respeito disso.

A primeira coisa a que você precisa se atentar é a pintura externa do imóvel. Se for um apartamento, esqueça isso, pois a responsabilidade é do prédio, mas se for uma casa troque a pintura, caso ela esteja ruim. Casas com paredes sujas podem passar uma imagem negativa, como de abandono.

leia+

Você tem seguro para casa?

Você tem seguro para casa? - Ademilar

Pesquisas de órgãos de seguros mostram que de cada 10 carros vendidos, 8 são segurados. Já quando o assunto é ímovel a questão é diferente: somente dois são segurados de cada 10. Por que isso acontece? É isso que o blog da Ademilar vai responder hoje!

As pessoas preferem fazer seguro para automóveis porque elas os veem como mais vulneráveis. Além disso, acham que o seguro de imóveis é tão caro quanto o de carros. Isso, na verdade, é um ledo engano.

leia+

Para os brasileiros, preços dos imóveis devem diminuir neste ano

Para os brasileiros, os preços dos imóveis devem diminuir neste ano - Ademilar

Os brasileiros acreditam que os preços dos imóveis podem desacelerar em 2012. Segundo a enquete do portal InfoMoney, 29% dos leitores creem nessa afirmação. Por outro lado, 15% dos entrevistados não acreditam na estabilização.

Segundo o vice-presidente do Ibef (Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças) Luiz Calado, a tendência é que haja a estabilização em algumas regiões. Com base em sua experiência no setor imobiliário, Calado afirma que há diminuição da demanda devido aos anúncios de jornal, que hoje em dia são escassos.

leia+