Imóveis que podem ser comprados com R$ 500 mil

Imóveis que podem ser comprados com R$ 500 mil - Ademilar

Para fazer um retrato do mercado imobiliário brasileiro, o portal Exame seleciona, periodicamente, imóveis de uma determinada faixa de preço em diversas regiões do país. Desta vez, foram separados, com a ajuda do portal VivaReal, diferentes empreendimentos que custam R$ 500 mil. Confira algumas das opções, localizadas nas cidades de Brasília, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo:

Brasília

Imóveis que podem ser comprados com R$ 500 mil - Ademilar

leia+

Pesquisa aponta que interessados em comprar ou alugar imóveis desconhecem processos

Pesquisa aponta que interessados em comprar ou alugar imóveis desconhecem processos - Ademilar

De acordo com uma realizada pelo portal de anúncios de imóveis Viva Real com mil usuários da página, 65,7% dos entrevistados afirmaram que não conhecem os trâmites para a compra de uma casa.

O mesmo desconhecimento pôde ser observado no segmento de locação: 60% dos interessados em alugar um imóvel não sabem o que é preciso fazer para realizar a transação.

leia+

Imóvel de luxo pode ser seu por apenas R$ 200 mil

Imóvel de luxo pode ser seu por apenas R$ 200 mil - Ademilar
Crédito: Julio Bittencourt/Divulgação

Essa é a proposta da posse fracionada, um modelo de compra ainda pouco conhecido no Brasil, mas difundido há duas décadas na Europa e nos Estados Unidos. Popular no mercado de bens como helicópteros e jatinhos, ele vem ganhando força no ramo imobiliário de luxo, com destaque para os imóveis situados em cidades litorâneas badaladas.

leia+

Os compradores de imóveis estão mais jovens

Os compradores de imóveis estão mais jovens - Ademilar

Duas pesquisas divulgadas recentemente demonstram que os compradores de imóveis estão cada vez mais jovens. Uma delas, realizada pela MRV Engenharia, apontou que 28,3% do total de clientes têm menos de 30 anos. Em 2011, esse número não chegava a 5%.

A imobiliária Lopes, por sua vez, identificou que no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte os mais novos são maioria. Na capital fluminense, 70% dos compradores têm entre 25 e 49 anos. O número é ainda mais alto na capital de Minas Gerais: 77% dos clientes estão nesta faixa etária.

leia+