FGTS + consórcio = casa própria

FGTS + consórcio = casa própria - Ademilar

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) é composto de depósito bancário e compulsório em dinheiro. Ele é vinculado ao empregado e é realizado pelo empregador (sem qualquer desconto no salário) para formar uma poupança a ser resgatada nas seguintes hipóteses:

  • Demissão sem justa causa.
  • Aposentadoria.
  • Casos em que o trabalhador permanece três anos ininterruptos fora do regime de FGTS.
  • Uso em oferta de lances em consórcio de imóveis.
  • Complementação da carta de crédito de consórcio para aquisição de um imóvel de valor maior.
  • Amortização extraordinária ou liquidação de saldo devedor de consórcio de imóvel.
  • Pagamento de parte das prestações de consórcio de imóvel.

leia+

Uso do FGTS em consórcio de imóveis foi feito por quase 5 mil participantes até agosto

Uso do FGTS em consórcio de imóveis foi feito por quase 5 mil participantes até agosto - Ademilar

Até agosto deste ano 4.898 participantes de consórcio de imóveis em todo o Brasil já haviam utilizado R$ 84,8 milhões em recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para quitar ou amortizar suas parcelas.

De acordo com a Abac (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios), apenas em agosto de 2001, o número de participantes de consórcios de imóveis subiu 9% em comparação ao mesmo mês em 2010, saltando de 564 mil para 615 mil.

Além da possibilidade de uso do FGTS no sistema de consórcios, “a confiança nesse sistema e o entendimento de que, por seu intermédio, o brasileiro pode planejar o futuro formando ou ampliando seu patrimônio pessoal, familiar e empresarial, são as principais razões desse constante crescimento”, afirma Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da Abac.

Faça uma simulação de consórcio e veja como pode ser simples e econômico construir, comprar ou reformar um imóvel.